Como a biotecnologia está alterando os rumos da reciclagem

Reciclagem é o processo de transformação material, principalmente de resíduos sólidos inutilizáveis, em que ocorre alterações em sua composição física, biológica ou físico-química. A partir disso, o material reciclado pode ser reformulado em um novo produto, ou até mesmo retornar a ter sua funcionalidade original porém renovada. Um exemplo desse processo é a reciclagem do alumínio, o qual é o principal componente de latinhas de refrigerante, as quais uma vez descartadas são posteriormente coletadas e transformadas em latas funcionais novamente.

Seguindo essa lógica, é notável os benefícios que a reciclagem traz a um mundo que demanda muitos recursos naturais para suprir as rédeas do consumo exacerbado – torna-se não mais necessário a retirada de recursos da natureza uma vez que é possível reciclar produtos que perderam sua funcionalidade e recuperar matéria, beneficiando, assim, o meio ambiente. Entretanto, a capacidade humana de reciclar é por hora limitada – há produtos ao exemplo do PET que não há como reciclar.

Mas, uma nova tecnologia promete alterar esse cenário. Segundo a eCycle uma empresa francesa chamada Carbios em acordo com a empresa de biotecnologia Novozymes desenvolveram uma enzima bacteriana mutante capaz de degradar garrafas de plástico em compostos químicos que são utilizados para a fabricação de novas garrafas. Dessa forma, os efeitos nocivos do descarte sem reciclagem de plástico tendem a ser reduzidos, uma vez que é possível recicla-lo a partir dessa nova tecnocnologia que alia biotecnologia e sustentabilidade.

A biotecnologia se apresenta atualmente como um dos caminhos possíveis para a reciclagem de produtos antes tidos como impossíveis de serem reciclados e tinham como destino apenas o seu descarte em aterros ou eram incinerados. Ainda são avanços recentes, mas que se mostram com grande potencial de impactar diretamente a maneira com que lidamos com a matéria do nosso planeta.

Fontes:

Universidade São Paulo. Plásticos e Afins. 2018. Escola Politécnica da Universidade São Paulo, São Paulo.

Ecycle. Cientistas criam enzima mutante capaz que recicla garrafas plásticas em algumas horas. Acesso em: 07 de outubro de 2020. Disponível em: https://www.ecycle.com.br/component/content/article/37-tecnologia-a-favor/7955-cientistas-criam-enzima-mutante-que-recicla-garrafas-de-plastico.html.

Natasha Olsen. Cientistas criam enzima mutante capaz de reciclar PET em algumas horas. Acesso em: 07 de outubro de 2020. Disponível em: https://ciclovivo.com.br/planeta/desenvolvimento/cientistas-criam-enzima-mutante-capaz-de-reciclar-pet-em-horas/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.